fbpx
Copa do Mundo: o que o torcedor vai encontrar na Rússia!

Copa do Mundo: o que o torcedor vai encontrar na Rússia!

Foto: Reprodução.

 

Dos tempos dos czares à revolução soviética, a Rússia é um país que figura o nosso imaginário. Com a Copa do Mundo chegou a hora de finalmente tirar do papel os planos de conhecer o país.

A Terra da Vodka e do ballet mais famoso do mundo, o Bolshoi, abriga uma infinidade de palácios, igrejas, ótimos restaurantes e uma vida cultural agitada, repleta de teatros e concertos de altíssimo nível.  Conhecer o maior país do mundo é viver um pouco da história que conhecemos apenas pelos livros.

Ao todo são 11 cidades-sedes na Copa do Mundo, no entanto, as mais importantes, e também portas de entrada do país, são Moscou e São Petersburgo.

Confira as principais diferenças entre elas e as atividades que recomendamos no intervalo entre um jogo e outro.

MOSCOU vS SÃO PETERBURGO

De um lado temos a moderna, tecnológica e pós-soviética, Moscou. A capital, maior cidade da Rússia e principal porta de entrada do país. Do outro lado, temos a charmosa, elegante e queridinha dos czares russos, São Petersburgo.

Apesar de muito diferentes entre si, as duas cidades russas se complementam e ajudam a contar a história desse país incrível.

Para ter uma experiência russa real recomendamos que você coloque ambas as cidades em seu roteiro.

O QUE FAZER EM MOSCOU:

  1. City tours pela cidade

    Foto: Reprodução.

Muitos dos principais pontos turísticos de Moscou podem ser conhecidos a pé ou por meio da eficiente malha metroviária da capital. Separamos três city tour que não podem ficar de fora da sua programação:

  • Tour Complexo do Kremlin, O Kremlin de Moscou, cujo significado é “fortaleza” ou “forte”, é Patrimônio Mundial da UNESCO (desde 1990) e o lugar perfeito para dar início à peregrinação pela cidade, já que é lá que você vai encontrar os principais cartões postais, como a Catedral de São Basílio, a Catedral dos 12 apóstolos e o Armoury Chamber.
  • Metro TourUm tour pelas estações de metrô? Exatamente! Parece estranho, mas acredite, é fascinante. É neste passeio que você entenderá o porquê o metrô de Moscou é considerado um dos mais belos do mundo.
  • City Tour NoturnoAo cair da noite, Moscou ganha vida nova e se apresenta com uma cidade totalmente diferente e instigante daquela que se conhece durante o dia. Seus edifícios e ruas iluminadas são um verdadeiro convite para explorarmos essa destino sob um panorama espetacular.
  1. Voo de Gravidade Zero no Star City

Para conhecer um pouco dos bastidores do centro de treinamento dos astronautas russos, o lugar ideal é o Star City. Por lá, há um espaço para que você possa sentir um pouco mais da rotina de um astronauta: um voo de gravidade zero!

  1. Subir no topo da Ostankino Tower

    Foto: Reprodução.

Quando você ouvir falar de Ostankino Tower, lembre-se que se trata da estrutura autônoma mais alta de toda Europa. São incríveis 540 metros de altura, que proporcionam uma vista panorâmica perfeita de Moscou. Vale a pena passar algum tempo admirando toda a imensidão da capital russa.

  1. Visita ao Bunker ultra-secreto da URSS

Foto: Fanato. Moscou, 2018.

Imagine andar pelos corredores de um abrigo antiaéreo russo datado do período da Guerra Fria, que por 30 anos foi totalmente secreto? Então, prepare-se! No coração de Moscou, 65 metros abaixo do nível da rua, você encontra o bunker-42, ultra-secreto da URSS. Desenvolvido nos anos 1950, o local poderia proteger até 500 pessoas em caso de ataque nuclear e suportá-los durante 1 mês.

É possível fazer uma visita guiada pelo museu local, percorrendo os túneis secretos e salões, e finalizar a visita com um belo jantar.

  1. Hora das compras

    Foto: Reprodução.

Shopping GUM– Mesmo para quem não é adepto das compras, fica difícil ignorar o Shopping GUM. Não apenas por sua localização privilegiada, como por sua belíssima arquitetura. O local já é impressionante do lado de fora, mas o grande destaque fica por conta do telhado de vidro com 14 metros de diâmetro e as inúmeras lojas de grife.  Durante a União Soviética, o edifício foi estatizado tornando-se um mercado de distribuição de bens de consumos para toda a população russa. Daí o nome GUM, uma abreviatura de “loja de departamento russo”.

Rua Arbat– É um dos endereços mais antigos de Moscou. Fechada para pedestres, esse icônico endereço russo abriga uma grande variedade de restaurantes, bares, lojas de suvenires e muitas opções de entretenimento. Por lá, você encontrará o museu “Casa de Alexander Pushkin”, considerado um dos maiores poetas russos de todos os tempos.

  1. Espetáculo no Teatro Bolshoi

    Foto: Fanato. Moscou, 2018.

A casa do ballet mais famoso do mundo, o Teatro Bolshoi abre suas portas para mostrar um pouquinho da grandiosidade que leva até o público. Vale a pena assistir um espetáculo por lá, a atmosfera é única e sua arquitetura e decoração impressionam.

  1. Museu da Vodka

Não dá para falar em Rússia e não pensar em Vodka, não é mesmo? Por isso, não vamos deixar de fora da sua rota, a bebida mais famosa do país. Além de conhecer mais sobre a origem da bebida, que tal aprender você aprenderá sobre processo de produção e, claro, degustar os rótulos mais importantes.

O QUE FAZER EM SÃO PETERSBURGO:

  1. Tour pelos telhados de São Petersburgo

    Foto: Reprodução.

Uma forma única e singular de percorrer a cidade é do alto de suas construções. Esta é uma ótima oportunidade de desvendar a paisagem harmônica e singular de São Petersburgo com uma vista incomum de seus telhados, cúpulas e terraços.

  1. Passeio de barco no Rio Neva

    Foto: Reprodução.

Uma das melhores maneiras de conhecer São Petersburgo e apreciar sua beleza é de barco pelo Rio Neva. Não é à toa que a cidade é conhecida como a Veneza do Norte. Durante o passeio, é possível apreciar diversos pontos turísticos, – como a Fortaleza de Pedro e Paulo, o museu Hermitage, o Cruzador Aurora e várias das mais de 300 pontes, – sob uma nova perspectiva.

  1. Museu Hermitage

    Foto: Reprodução.

Antiga residência dos czares, o Museu Hermitage é gigantesco com suas 1057 salas, em um acervo que contém mais de 3 milhões de obras e monumentos de arte. Ele é o maior museu russo neste ramo. Imponente e com design clássico, a visita ao local é quase obrigatória para quem está passando por São Petersburgo.

  1. Visita ao Palácio Peterhorf

    Foto: Reprodução.

Peterhof foi o primeiro palácio imperial a ser construído nas proximidades de São Petersburgo. Para se ter uma ideia da sua grandiosidade, ele é carinhosamente chamado de Versalhes russa, já que teve inspiração no palácio francês.

  1. Igreja da Ressureição

 Ao estilo russo que estamos acostumados e com arquitetura muito parecida à Basílica de São Basílio, em Moscou. A Igreja da Ressurreição chama a atenção pelas várias cúpulas, algumas coloridas, outras douradas e está ao lado do canal Griboyedov.

 

Vai para a Rússia? Então baixe nosso e-book gratuito para receber dicas exclusivas sobre a Copa do Mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *